Recreio da Serra

Cuidado e respeito quando se mora tão perto de áreas pristinas da Mata Atlântica

IMG_9144.jpg

O Recreio da Serra é um loteamento residencial de 572,6 hectares. Combina a tranquilidade para morar com a conservação da Mata Atlântica. Do total de sua área, 96,3 hectares são destinados à preservação da vegetação nativa

DJI_0231.jpg

No Recreio da Serra, há regularidade no regime hídrico, resultado da combinação entre o acidentado relevo da encosta da Serra do Mar e a pujante Floresta Atlântica que a recobre. Os córregos que ali se formam contribuem para a formação do rio Iguaçu

Considerado um dos mais atrativos loteamentos residenciais na Região Metropolitana de Curitiba, o Recreio da Serra está localizado na zona serrana do município de Piraquara. Constituído por 492 propriedades, vizinhas ao maior bloco remanescente da Mata Atlântica brasileira, é um lugar de muita biodiversidade, beleza e tranquilidade — atributos proporcionados por um conjunto de paisagens e ecossistemas singulares.

 

Tantos recursos naturais bem preservados beneficiam além dos moradores do Recreio da Serra. Em seu conjunto, a área total de 572,6 hectares tem uma função especial: prover água. Ali estão algumas das nascentes que fazem parte da Bacia Hidrográfica do Alto Iguaçu. Na borda leste, a combinação da Mata Atlântica com o acidentado relevo orográfico resulta em maior incidência de umidade e chuvas, que por sua vez induzem à maior capacidade de absorção e armazenamento de água pelas matas e solos associados. Este regime hídrico estável também garante a presença de córregos e lagos no Recreio da Serra. É esse equilíbrio ecológico que propicia um fluxo d’água contínuo para os tributários que contribuem para o curso de 1.300 quilômetros do rio Iguaçu, tão importante para a economia do Estado do Paraná.

 

Dadas as suas características ambientais, que requerem ações permanentes de conservação da natureza, a ocupação e o uso do solo no Recreio da Serra estão sujeitos a regras específicas. Como exemplos, o tráfego de veículos é controlado e a construção de edificações segue normas próprias, visando a evitar perturbações à fauna e proteger do assoreamento as nascentes e os fundos de vale. Cerca de 17% (96,3 hectares) da área do loteamento é exclusivamente destinada à preservação da vegetação nativa.

 

Os efeitos desses cuidados são percebidos cotidianamente: cantos, revoadas e abundância de ninhos de aves; avistamentos frequentes de mamíferos de médio porte — Iraras, Cutias, Porcos-espinho, Bugios, Macacos-prego, entre outros. À propósito, assista a este pequeno vídeo feito no quintal de uma residência do Recreio da Serra. Ocasionalmente, em lugares mais afastados, registra-se animais de grande porte, como Antas, Pumas e Veados-mateiros.